Mais títulos a serem considerados

Carrinho

Você está recebendo o tratamento VIP!

Com a compra da assinatura VIP da Kobo, você está recebendo 10% de desconto e 2x Kobo Super Points em itens qualificados.

Item(ns) indisponível(is) para compra
Verifique seu carrinho. Você pode remover os itens indisponíveis agora ou os removeremos na finalização de compra.
itensitem
Veja suas RECOMENDAÇÕES
Veja suas RECOMENDAÇÕES
Classificações e avaliações do livro (6 21 classificações de estrelas
6 rever
)

Avaliação geral

3,4 fora de 5
21
5 Estrelas 4 Estrelas 3 Estrelas 2 Estrelas 1 Estrela
7 4 4 3 3

Compartilhe suas opiniões

Você já compartilhou sua avaliação para este item. Obrigado!

Estamos avaliando seu envio. Obrigado!

Conclua sua avaliação

Todas as avaliações

  • 3 pessoa achou esse avaliação útil

    3 pessoas acharam esta avaliação útil

    3 de 3 acharam esta avaliação útil

    Obrigado por seu comentário!

    Questionável

    Uma leitura com viés. Conheço outros lados da história.
  • 2 pessoa achou esse avaliação útil

    2 pessoas acharam esta avaliação útil

    2 de 3 acharam esta avaliação útil

    Obrigado por seu comentário!

    Muito bom, mas muito pouco...

    Excelente redação, fazendo viver aqueles anos como se lá estivesse. Mas quando fica bom, acaba...
  • 1 pessoa achou esse avaliação útil

    1 pessoas acharam esta avaliação útil

    1 de 2 acharam esta avaliação útil

    Obrigado por seu comentário!

    Excelente como artigo

    Põe em contexto os fatos que antecederam ao golpe de 64, a partir dos governos de Vargas frente à perspectiva internacional, crise dos mísseis em Cuba e o temor norte americano com a possibilidade de governos de esquerda na América. Gullar humaniza os fatos quando narra os dias que antecedem o golpe a partir de seu ponto de vista e de seu entorno. Situa-se no contexto como personagem ativo, apesar de tímido, deste acontecimento ainda tão presente. Seria interessante se outros escritores e intelectuais, a exemplo de Ferreira Gullar, compartilhassem sua visão dos momentos conturbados antes do golpe, inserindo-se no contexto e narrando fatos que, isolados podem não ser tão relevantes, mas somados, formam uma rede de personagens e ações que representam uma resistência ativa ao que já se mostrava um golpe em curso.
  • 0 pessoa achou esse avaliação útil

    0 pessoas acharam esta avaliação útil

    0 de 0 acharam esta avaliação útil

    Obrigado por seu comentário!

    Péssimo

    É só um artigo curto e superficial. Não deveria ser vendido como livro.
  • 1 pessoa achou esse avaliação útil

    1 pessoas acharam esta avaliação útil

    1 de 2 acharam esta avaliação útil

    Obrigado por seu comentário!

    Clichê

    Ferreira Gullar não inova. Mantém a narrativa vigente sobre o golpe. Nenhuma palavra sobre os agentes da KGB no Brasil. E, francamente, acreditar que a revolução cubana não era, de início, marxista é patético.
21

Você pode ler este item utilizando qualquer um dos seguintes dispositivos e aplicativos Kobo:

  • ÁREA DE TRABALHO
  • eREADERS
  • TABLETS
  • IOS
  • ANDROID
  • BLACKBERRY
  • WINDOWS